aprender-a-dizer-nao

Aprendendo a dizer NÃO

Com medo de arriscar? Com medo da resposta? Com medo do que os outros vão pensar? Com medo de dizer o que pensa e fazer o que tem vontade?

Não mais.

Aqui vai meu sincero sentimento sobre a sua felicidade: DIGA NÃO.

De um tempo pra cá cansei de ser tão certinha, na verdade nem é essa a palavra correta pra definir o que muitas vezes eu fiz comigo: me colocando em segundo plano. Por muito tempo pensei: Nossa, mas o que eles irão pensar? Será que vai ficar chato se eu não fizer tal coisa? Eu não curto aquilo, mas alguém quer que eu faça então vou fazer pra não ficar chato.

Descobri que colocar a minha felicidade em primeiro plano me faz mais confiante e  sincera com meus sentimentos. Por isso eu decidi a mim mesma: PRECISO PRATICAR O NÃO!

1) NÃO FIQUE COM A PULGA ATRÁS DA ORELHA!
Se em determinada situação você ficou com uma pulga atrás da orelha, não deixe ela coçar, mate essa pulguinha com o não! Para de ficar se enganando, não deixe aquele telefonema chato postergar… Assuma, você não tem nenhum interesse naquele produto, você apenas não quer, não está afim e não está precisando. Não, não estou interessada, muito obrigada. E aí, doeu?

2) ACEITE O SEU NÃO!
Tadinho? Tadin de você que iria virar a madrugada fazendo algo que nem é pra você ou pra uma pessoa que você ama. Entenda, existem pessoas que se dizem “amigas” e dramatizam quando é hora de colocar a mão na massa. O discurso?  Tô sem tempo pra fazer isso.  Mas acredite, tempo é o que não falta! Cuidado com as cobrinhas da vida, ok?

3) ESQUEÇA O ASSUNTO!
Nada de remoer! Não existe um meio termo, você tem a sua decisão tomada e aquele sim faria mal a você, acredite.

4) É 8 OU 80!
TALVEZ é o que você disse mas o que você queria dizer era um NÃO! Pode parar de se enganar, diga não logo, não sofra em parcelas. Sei que é difícil, mas pode acreditar, com o tempo você irá entender que o NÃO faz parte da sua felicidade.

Não digo que não devemos acreditar nas pessoas, mas sim que devemos saber: dizer sim pode parecer bom, mas esse sim não pode passar por cima de você. Você queria dizer não e disse sim excluindo a sí mesmo dessa decisão. Não tem nada haver com individualismo, egoísmo ou algo do gênero, mas sim em justificar pra você mesmo o por quê daquele NÃO existir.

Cansei de sofrer em parcelas, quero amar todos meus dias e não sofrer no credito. Nada de parcelar a decisão, mas colocar tudo no débito e revelar que a minha confiança também tem o poder do não.

#AprendendoDizerNão #SemMedodeSerFeliz